terça-feira, 9 de outubro de 2012

Amália, a espantalha

Amália, a espantalha
Majori Claro

        Personagens:
        Amália: personagem principal, muito curiosa e no começo muito positiva, mas com os acontecimentos de sua vida passa a ser uma pessoa vingativa
         Lúcia: Uma menina triste que não via alegria em nada. No começo não gosta muito de Amália mas no final se tornará sua melhor amiga.
         Feliciano: Pai de Amália, um homem muito bom e que adora poesias. Ele trabalha no Sítio do Espigão como jardineiro (Propriedade de Grimalda), desde que começou a trabalhar lá é apaixonado por Grimalda, sua chefe.
         Grimalda: Dona do Sítio do Espigão que faz pipocas, cheia de manias.
         Filomena:  Melhor amiga de Grimalda e avó de Lúcia.
         Joana: Mãe de Lúcia.
         Jonas: Um menino muito mau, causador da tristeza de Lúcia.
         Aristides: Um homem muito amargo que não gosta e sente inveja de Feliciano, pois seu pai, em vez de deixar (quando morreu) a herança para ele, deixou para Feliciano.

Resumo        
         Era um dia normal no Sítio do Espigão, Grimalda, no entanto, já tinha acordado brava pois, os corvos comeram todo o seu milharal e se isso acontecesse mais uma vez, as vendas iriam cair. Logo ela teve a ideia de fazer um espantalho para afastar os corvos, então pediu as roupas de Feliciano que se recusou a dar. Por isso, ela resolveu usar suas próprias roupas, fazendo com que o espantalho se transformasse na 'espantalha'. Mas em vez de ficar feia e assustadora ela ficou bonita.
         A espantalha foi posta no milharal por Feliciano, que por ser tão linda resolveu ser seu pai. O sol já estava se pondo e seu último raio bateu exatamente na espantalha, isso deu a ela vida! Feliciano achando isso o máximo quis dar o nome a ela de Amália.
         Amália era muito feliz e curiosa, queria saber de tudo o que acontecia ao seu redor, sempre achando que tudo tinha a sua beleza e nada tinha defeito algum. Com o tempo, como todas as pessoas, descobriu também a tristeza, o desapontamento e a vingança.
         Tudo isso começou com a visita de Lúcia, que não gostando de Amália arrancou o seu olho, mais tarde, à noitinha, um homem muito feio e nojento chegou ao milharal e pôs fogo no milharal pondo assim fogo também em Amália. Com isso ela teve que ser reconstruída, e com a ajuda de Filomena, Joana e Lúcia, Grimalda recebeu uma nova espantalha e Feliciano recebeu sua filha de volta, desta vez trazida a vida pela luz do luar.
         Feliciano contava para Amália que conhecia o homem que causara o incêndio. Ele era Aristides, filho de seu ex-patrão... E contou, também, toda aquela história que foi contada no começo, mas antes que Feliciano acabasse de contar ele foi atingido por uma bala... sim, quem atirava era o próprio Aristides!
        Isso fez com que Lúcia e Amália ficassem mais unidas pois as duas tinham um assunto em comum: desapontamento. Resolveram, então, se vingar de Jonas (causador da tristeza de Lúcia) e de Aristides. Por sorte os dois estavam em uma casa perto da casa de Grimalda. Chegando lá, após uma longa discussão, os quatro começaram uma briga. Infelizmente as duas meninas perderam e ficaram inconscientes.
         Quando acordaram estavam bem longe de casa, e encontraram um homem:
 -  Olá quem é você?
 -  Sou um pastor de rebanhos.
         As duas acharam estranho pois não havia nenhum animal perto dele:
 -  Eu sou um pastor dos meus pensamentos.
         E então, as duas contaram a ele suas histórias, e ele sempre conversava com elas através de poesias, até que ele contou a elas uma poesia que as comoveu como: "O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia/ Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia/ Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia.", " Mas graças a Deus que há imperfeições no mundo, porque a imperfeição é uma coisa, E haver gente que erra é original, E haver gente doente torna o mundo engraçado. Se não houvesse imperfeição, havia uma coisa a menos, e deve haver muita coisa para termos muito que ver e ouvir ( Enquanto os olhos e ouvidos se não fecham)..." e "O mistério das coisas? Sei lá o que é mistério! / O único mistério é haver quem pense no mistério."
         Após começarem a pensar de modo diferente, Amália se encontra novamente no milharal de Grimalda, e vê que está acontecendo o enterro de seu pai, mais logo percebe que ele está bem e que o sonho dele está se realizando: casar-se com Grimalda.

         Minha opinião: Pelo que você pode ver este livro é bem chato, ler ele inteiro então é irritante, mas, depende do modo que você lê. Este livro é um daqueles que não se pode ler por ler, tem que ler nas entrelinhas, se identificar com o texto, com fatos que aconteceram em sua vida. Após isso, você sempre terá um novo ponto de vista de qualquer outra coisa.

         

8 comentários:

  1. É muito legal o livro, eu li e recomendo

    ResponderExcluir
  2. minha opinião tipo minha professora de literatura passou o livro para nós alunos lermos estou na 7°serie do 8 ano tipo nao gostei minha opinião agora se vcs gostarem Cuiabá,MT

    ResponderExcluir
  3. tenho um trabalho para fazer desse livro e vale 6 pontos na nota final em Lingua Portuguesa estou no 8 ano 9 serie eu realmente odiei o livro porque ele é grande e cheio de detalhes mais fazer o que né gostei do resumo me ajudou bastante :)

    ResponderExcluir
  4. e as caracteristicas da grimalda e dos outros personagens que lixo não me ajudou porcaria nenhuma e ainda fez eu perde o meu tempo e a minha nota final blog de merda que lixooooo

    ResponderExcluir
  5. Nossa eu que tive que fazer um resumo de 30 linhas ajudou muito deu muito mais . Muito Obrigado ;)

    ResponderExcluir
  6. bom a prova è amanha e vai cair sobre esse livro,nao li o livro mas lendo esse resumo deu para entender um pouco obrigado :-)

    ResponderExcluir
  7. gosto muito d ler livros queria ter um balcao cheio d livros

    ResponderExcluir